621





1   A cruz de Jesus Cristo
        É minha proteção,
     A sombra duma Rocha em
        Qualquer situação;
     É casa no deserto e
        Descanso ao andar;
     Do calor do meio-dia eu
        Posso nela descansar.
 
2   Refúgio bem seguro,
        Abrigo doce aqui!
     Justiça e amor do céu
        Encontram-se ali.
     Tal qual o sonho de Jacó,
        Que Deus lhe concedeu,
     Assim é meu Salvador na cruz
        A escada para o céu.
 
3   No outro lado dela,
        Em sua sombra, há
     Um túmulo escuro, que
        Profundo medo dá;
     Mas entre nós está a cruz,
        Dois braços pra salvar,
     Como guardião que guarda-nos
        Deste túmulo sem par.
 
4   Na cruz de Jesus Cristo
        Meus olhos podem ver
     Aquele que morreu por mim
        Depois de padecer;
     Com lágrimas confesso, sim,
        Dois fatos que eu vi:
     Sou inútil, sem valor, porém
        Ele tem amor por mim.
 
5   Ó cruz, à tua sombra
        Seguro moro eu;
     Não peço outra luz além
        Da luz do rosto Seu;
     Contente, deixo o mundo ir,
        Sem perda ou ganho algum;
     O meu ego, só vergonha é,
        Minha glória é a cruz.
 

Categoria: Gloriar-se na Cruz
Subcategoria: Como Refúgio

Letra: Elizabeth Cecilia Clephane
Música: Frederick Charles Maker
Tonalidade: Dó Maior
Métrica: 7.6.8.6.8.6.8.6
Ing: 621
Esp: -
Chi: -
Cor: 621

  • MP3 com voz não disponível
  • MP3 Instrumental não disponível

  • Partitura não disponível
  • MP3 com voz não disponível
  • MP3 Instrumental não disponível