154





1   Embora insondável Teu amor,
     Minh’alma quer, Jesus, meu Salvador,
     Sua extensão, largura conhecer,
     Profundidade, altura e seu eternal poder.
 
2   Embora inefável Teu amor,
     Meus lábios vão, Jesus, meu Salvador,
     A todos pecadores proclamar
     O amor que, removendo a culpa, pode amor gerar.
 
3   Embora incompleto meu louvor,
     Meu coração, Jesus, meu Salvador,
     Amor tão pleno e rico quer cantar,
     Que pode alguém rebelde, como eu, a Deus levar.
 
4   Não posso conhecer, falar, cantar,
     A plenitude deste amor sem par,
     Mas o meu vaso posso eu trazer,
     Vazio, a Ti, ó Fonte viva, para o encher.
 
5   Eu nunca tive para Ti, Senhor,
     Um pensamento ou gesto de amor;
     Mas posso a Ti me achegar, assim,
     Baseado em Teu amor que é imutável para mim.
 
6   Jesus, me enche com o Teu amor!
     À fonte viva leva-me, Senhor.
     Com simples fé vou me aproximar
     E nunca outra fonte além de Ti irei buscar.
 
7   Oh! quando Tua face contemplar,
     E junto a Ti no trono me assentar,
     Minh’alma haverá de compreender,
     Do Teu amor, a plenitude e eternal poder.

Categoria: Louvor ao Senhor
Subcategoria: Seu Amor

Letra: Mary Shekleton
Música: Ira David Sankey
Tonalidade: Si bemol Maior
Métrica: 10.10.10.10.4
Ing: 154
Esp: 77
Chi: 134
Cor: 134

  • MP3 com voz não disponível
  • MP3 Instrumental não disponível

  • Partitura não disponível
  • MP3 com voz não disponível
  • MP3 Instrumental não disponível